FERNANDA POLACOW

BIO

PORT

Sou roteirista e documentarista brasileira e meu trabalho está geralmente focado em temas socioambientais e políticos, com bastante ênfase nas questões pós-coloniais. Vivo entre Lisboa e São Paulo e tenho desenvolvido, escrito e realizado diversos projetos para TV e cinema.

Escrevi o longa-metragem de ficção Mosquito,que foi o filme escolhido para abrir o Festival de Cinema de Rotterdam 2020 e conquistou o prémio da crítica de Melhor Filme na Mostra de Cinema de São Paulo 2020. Por este filme estou indicada ao Prêmio da Academia Portuguesa de Cinema na categoria Melhor Roteiro Original.

Escrevi e co-dirigi o documentário Como ela Faz? cuja estreia aconteceu em 2021 nos cinemas e cuja versão média-metragem ganhou o prémio Best International Documentary no Hollywood’s Woman Film Festival.

Ganhei o prêmio Estímulo da Prefeitura de São Paulo pelo roteiro do curta-metragem de ficção Pássaros na Boca, que fez um percurso por dezenas de festivais internacionais como Cine de Huesca, Cine de Guadalajara, Boston Short Film Festival entre outros.

Como diretora, trabalhei para o GNT na série Quebrando o Tabu, que ganhou o Prêmio de Melhor Série Documental pela Academia Brasileira de Cinema e prata no New York TV&Film Festival. Escrevi os roteiros da série Elas no Singular  da HBO,  selecionada para o Innovation Content Awards na categoria Best Arts-Focused Series.

Já trabalhei para as principais produtoras brasileiras como O2 Filmes, Prodigo, Grifa, Spray, Maria Farinha, Coiote, Primo, Bossa Nova, entre outras. Também escreveu para canais como National Geographic, HBO, Discovery Channel, GNT, NHK (Japão), Globo, Al Jazeera.

Colaboro com o Buala, uma plataforma digital nos campos artísticos e acadêmicos que estimula o debate sobre os impactos do colonialismo nas comunidades de língua portuguesa. Faço parte do Instituto Taturana, uma distribuidora de filmes com impacto social. 

Sou mãe do Sebastião e da Rosa e percussionista amadora.

 

EN

I am a Brazilian screenwriter and filmmaker and my work is generally focused on socio-environmental and political issues, with a lot of emphasis on post-colonialism. I live between Lisbon and São Paulo and have developed, written and carried out several projects for TV and cinema.

I wrote the feature film Mosquito, which was opening film at the International Film Festival Rotterdam 2020 and won the critics’ award for Best Film at the São Paulo Film Festival 2020. For this film I am nominated by the Portuguese Cinema Academy for Best Original Screenplay.

I wrote and co-directed the documentary Women at Work which premiered in theatres in 2021 and whose medium-length version won Best International Documentary award at the Hollywood’s Woman Film Festival.

I won the São Paulo’s City Hall Stimulus Award for the script of the short film Birds in the Mouth, which toured dozens of international festivals such as Cine de Huesca, Cine de Guadalajara, Boston Short Film Festival, among others.

As a director, I worked for GNT in the series Quebrando o Tabu, which won Best Documentary Series Award by the Brazilian Academy of Cinema and silver at the New York TV&Film Festival. I wrote the scripts for HBO’s Elas no Singular series, selected for the Innovation Content Awards in the Best Arts-Focused Series category.

I’ve worked for many Brazilian producers such as O2 Filmes, Prodigo, Grifa, Spray, Maria Farinha, Coyote, Primo, Bossa Nova, among others. He has also written for channels such as National Geographic, HBO, Discovery Channel, GNT, NHK (Japan), Globo, Al Jazeera.

I collaborate with Buala, a digital platform in the artistic and academic fields that stimulates debate about the impacts of colonialism on Portuguese-speaking communities. I am part of Instituto Taturana, a distributor of films with social impact.

I am the mother of Sebastião and Rosa and an amateur percussionist.